Explorando o universo dos cafés especiais e suas certificações

Para ser considerado especial, um café deve atingir uma pontuação de 80 ou mais em uma escala de 100.

Entendendo os Cafés Especiais

Os cafés especiais são uma categoria de grãos de café que são cultivados em condições climáticas perfeitas, colhidos com atenção e processados de forma a realçar o sabor do grão. Eles são avaliados por profissionais chamados Q-graders, que pontuam o café com base em vários critérios, como aroma, sabor, acidez, corpo e equilíbrio.

Os cafés especiais oferecem vários benefícios. Primeiramente, eles proporcionam uma experiência de sabor incomparável. Cada lote de café especial tem um perfil de sabor distinto, influenciado pelo terroir – o ambiente onde é cultivado, incluindo o solo, clima e altitude. Além disso, ao comprar cafés especiais, você está apoiando práticas agrícolas justas e sustentáveis, já que muitos são cultivados organicamente e comercializados de forma justa.

Com a crescente demanda, especialmente em países desenvolvidos, por produtos saudáveis e socialmente corretos, novos atributos de qualidade estão sendo incorporados. O segmento de cafés especiais, por exemplo, representa atualmente cerca de 12% do mercado internacional. Os atributos de qualidade incluem características físicas, como origem, variedade, cor e tamanho, além de fatores como as condições de trabalho dos produtores de café.

Certificações de café: Fair Trade, Orgânico, Gourmet e Origem Certificada

Nos cafés certificados como orgânicos e fair trade, que além de atributos físicos, como aroma e sabor, também incorporam preocupações ambientais e sociais, a questão da mensuração das informações pelo consumidor é mais complexa. Esses segmentos, também conhecidos como “cafés conscientes”, estão expandindo sua participação no mercado de cafés especiais, devido ao aumento da preocupação com os padrões de consumo, o que tem estimulado as preferências por produtos produzidos de forma sustentável.

O consumidor, no entanto, não consegue distinguir, mesmo após degustar a bebida, se ela possui os atributos desejados. Nesses casos, o fortalecimento da confiança no organismo certificador estimula a verificação dos atributos contidos no selo impresso na embalagem. Portanto, é necessário estabelecer relações de confiança que se formam a longo prazo.

Além disso, toda a jornada de um produto precisa ser rastreada em todo o sistema de produção para reduzir a perda de informações ao longo do caminho.

Agora que temos uma compreensão básica do que é café especial, vamos nos aprofundar no que significam algumas certificações comuns de café.

Café Fair Trade

O café fair trade é consumido em países desenvolvidos por consumidores que se preocupam com as condições sociais e ambientais sob as quais o café é cultivado. Há uma disposição para pagar mais pelo café produzido por pequenos agricultores e/ou sistemas de produção sombreados. O processamento também é monitorado para garantir a presença dos atributos de qualidade desejados.

A certificação, apesar dos custos associados, permite que pequenos agricultores se integrem mais facilmente ao mercado de cafés diferenciados. Em particular, no caso dos cafés orgânicos e fair trade, quando certificados, atraem empresas interessadas em atender aos consumidores mais exigentes. Portanto, a certificação é uma ferramenta valiosa para garantir a qualidade e a sustentabilidade na indústria do café.

Café Orgânico

O café orgânico é cultivado de acordo com as normas da produção orgânica. Isso significa que o café deve ser cultivado com fertilizantes orgânicos, e o controle de pragas e doenças deve ser realizado por meio de controle biológico. Para ser rotulado como orgânico, tanto a produção quanto o processamento precisam ser monitorados por uma agência certificadora credenciada.

Café Gourmet

Um bom café está associado a grãos de café Arábica de alta qualidade. Este é um produto único com poucas falhas. A produção de café de alta qualidade é incentivada pela Organização Internacional do Café (OIC).

Café de Origem Certificada

O café de origem certificada está relacionado à região onde os grãos de café são cultivados, pois alguns atributos de qualidade do café são inerentes à região onde o café é cultivado. O monitoramento da produção é fundamental para a rotulagem.

 

Em conclusão, os cafés especiais e suas certificações representam mais do que apenas uma xícara de café. Refletem o movimento da indústria cafeeira em direção a práticas mais sustentáveis ​​e equitativas.

Ao escolher cafés especiais certificados, você não apenas desfruta de uma xícara de café de alta qualidade, mas também apoia os agricultores e o meio ambiente.

Torradores de cafés especiais SIATEC Brasil

Dentro do universo dos cafés especiais, cada grão conta uma história, e cada gole nos oferece uma experiência única. Mas, para que essa narrativa seja perfeita, a torra precisa ser executada com maestria. Os Torradores de Café Especial – Black Gold da SIATEC entram em cena, transformando bons grãos em cafés extraordinários.

Os torradores da linha Black Gold são projetados para torrefadores de cafés especiais que não se contentam com menos de excelência. Eles mantêm e melhoram o sabor, permitindo que sua xícara de café seja deliciosa.

A SIATEC Brasil está comprometida em fazer parte dessa jornada, fornecendo soluções inovadoras que atendem às necessidades e anseios dos clientes.

 

Referências

https://sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/conheca-as-categorias-de-certificacao-do-cafe,611b9e665b182410VgnVCM100000b272010aRCRD

https://www.entresolos.org.br/certificacao-ajuda-cafeicultores-a-garantirem-qualidade-2/

https://tequilacafe.com.br/cafes-especiais/

Categoria: Café
Tags: Café
Próximo post
Café e cultura: uma viagem global através da torra e do consumo
Post anterior
O papel da moagem no sabor do café
Menu